Related Articels

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Máquinas de guerra e indumentária
Pra vestir o caçador que, em vez da fera, caça
A sua própria espécie que se encontra encurralada
Desgraça muita e porrada na lata,
Sem terra, enterrais na merda
E deixais quem berra na miséria, sede e fome
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Talvez por dinheiro um dia até explodirias
O mundo inteiro e eu queria ser teu travesseiro
Quando se vês apenas como mais um a chorar
Sempre em busca do prazer do ouro
Quem te interfere perde o couro
Mas te esqueces, teu tesouro é teu coração
E todo mal que o consome
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Bicho mau, bicho mau, bicho homem

Máquina de deuses inventados
Pra lutar contra diabos que o carregam
Pelos quintos do maior conto de fadas
Mascarado, sedutor, endiabrado
Enganas o mais pobre coitado
Que não percebe a grande máscara em que te escondes
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Tornando escassa nossa fauna e flora
E tudo o mais que tu exploras
Como uma cobra que devora o próprio rabo
Estás em busca do teu fim
Eu digo tudo isso por mim
Pressinto um futuro em que não haverá
Nem sombra de lembranças do teu nome
Bicho mau, bicho mau, bicho homem
Bicho mau, bicho mau, bicho homem

Posted on quinta-feira, outubro 30, 2008 by Augusto Mota

No comments

Hoje eu recebi esses vídeos da Carol, que contam de forma didática e prática, como surgiu o consumismo e para onde ele pode nos levar, como o materialismo e o capitalismo nos preciptam a um final trágico da humanidade, que pelo simples fato de consumir está destruindo tudo no planeta. Agora assista e tire suas próprias conclusões...





E depois disso tudo, diga se não vale a pena rever nossos conceitos.

Posted on quinta-feira, outubro 30, 2008 by Augusto Mota

No comments

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Vou pagando meu karma
no engarrafamento
faminto e com sono
calorento que sou
já tô suando
o trânsito é lento
e o meu único acalento
é o caderno e a caneta
que escrevo meus poemas urbanos

Posted on quarta-feira, outubro 29, 2008 by Augusto Mota

No comments

http://www.iskcon.net/peru/Radha_y_Krishna_1.jpg

És tú então
pedra fundamental
da minha construção
causa primária
de toda a criação
está em tudo
o que existe
te vejo em qualquer
lugar que eu vá
nada resiste
ao seu olhar
simplicidade e complexidade
em um só ser

Posted on quarta-feira, outubro 29, 2008 by Augusto Mota

No comments

Esqueci do passado
pra viver o presente
se caio me levanto
não paro e sigo em frente
faço valer a minha vontade
não fico sentado esperando
se não sei logo aprendo
quando me tomam de assalto
surpresa ! Eu não me rendo
assim tão fácil
não antes de lutar
até a morte
quem bate de frente
é sujeito sem sorte
não me impressiono
com qualquer porte
venço como dom da minha arte

Posted on quarta-feira, outubro 29, 2008 by Augusto Mota

No comments

http://www.dominiopublico.gov.br/img/topsite/top1.gifhttp://www.dominiopublico.gov.brUma enorme biblioteca digital, desenvolvida em software livre, mas que a qualquer momento pode ser desativada por falta de acessos, tudo bem que nem divulgada direito ela foi. Então vamos fazer nossa parte acessando e divulgando. Lá você pode encontrar pinturas de Leonardo da Vinci, todo a obra de Machado de Assis, música erudita em MP3, histórias infantis e TV ESCOLA.
Vamos lá meus amigos é de graça e é pura cultura.

Posted on quarta-feira, outubro 29, 2008 by Augusto Mota

No comments

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Você acreditarealmente que é livre ? Mesmo obrigado a votar, obrigado a se alistar (para os homens é claro), de pagar por serviços que não te interessam, de pagar impostos embutidos em cada coisa que você compra sem ser consultado obedecendo leis muitas vezes sem nexo. Eu não me sinto livre, aliás tenho certeza absoluta que somos escravos, todos escravos da Coca-cola do Mac Donalds da Ford... Não vou ficar citando outras grandes empresas acho que você já entendeu, trabalhamos muitas vezes para essas mesmas empresas e compraremos seus produtos, ou seja, eles nos pagam para devolvermos tudo a eles. Pensem nisso: os menos favorecidos que sustentam os mais favorecidos. Parece até engraçado, mas não é.

Posted on terça-feira, outubro 28, 2008 by Augusto Mota

1 comment

Entre as estrelas do meu drama,
Você já foi meu anjo azul,
Chegamos num final feliz, na tela prateada da ilusão...
Na realidade, onde está você?
Em que cidade você mora?
Em que paisagem, em que país...
Me diz em que lugar... cadê você?
Você se lembra torrentes de paixão?
Ouvir nossa canção
Sonhar em Casa Blanca e se perder...
No labirinto de outra história

A caravana do deserto
Atravessou meu coração
E eu fui chorando por vc
Até os 7 mares do sertão
Voce se lembra torrentes de paixão?
Ouvir nossa canção...
Sonhar em Casa Blanca e se perder...
No labirinto de outra história

Na realidade, onde está você?
Em que cidade você mora?
Em que paisagem, em que país...
Me diz em que lugar... cadê você?
Você se lembra torrentes de paixão?
Ouvir nossa canção
Sonhar em Casa Blanca e se perder...
No labirinto de outra história
Você se lembra...?
 
 
 

Posted on terça-feira, outubro 28, 2008 by Augusto Mota

No comments

Mude as chances
re-escreva o livro da vida
escolha a música para sua dança
mesmo que o mundo se oponha
saiba usar a sua força
faça você mesmo as peças
desse imenso quebra-cabeças
então não esmoreça
quando surgirem os primeiros problemas
a vida é seu poema
escreva linha a linha

Posted on terça-feira, outubro 28, 2008 by Augusto Mota

No comments

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

http://www.garagemmp3.com.br/galeria/bandas/a/adriano-ferreira/th_politico-ladrao.jpgEntão não sabe se o figura que você vai confiar seu voto é safado ou não ? Entre no excelências ou transparência Brasil e saiba tudo sobre ele. Quer saber quanto é gasto pelo poder público e que tal ter relatórios relevantes a nossa política ?
os sites são esses:


http://www.excelencias.org.br/
http://www.transparencia.org.br

Posted on sexta-feira, outubro 24, 2008 by Augusto Mota

No comments

Posted on sexta-feira, outubro 24, 2008 by Augusto Mota

No comments

falácia: "Então continuamos discutindo o que não iria levar a lugar nenhum. 
E, batendo palmas em minha frente, as bichinhas riam de alegria.
'Como pode um peixe vivo ser fritado numa frigideira ?', Manhavishnu me dizia
Deve Ter"


Não devemos ter medo da morte, ela não é o fim
Eu acho que eu sou claro, mas eu sou escuro e o meu sangue é ruim
Ele não aceita doadores
O canto sólido me faz sentir bem na solidão
Se eu quero, logo insisto
Se eu penso, logo eu desisto
Não consigo amar, tenho medo de não ser
A mulher que eu amo não me ama se amasse eu não amaria
Pois sou exatamente o que eu aprendi a ser
E às vezes até faço o que eu não queria fazer

(break)

Mas amo as maravilhas da minha vida do começo até o fim



refrão (2x):
Ou você é o que querem que você seja, ou você é o que você quer ser
O louco é aquele que faz o que quer fazer

Então, por que ser normal
E a todos e a tudo nessa vida ter que se submeter?

Posted on sexta-feira, outubro 24, 2008 by Augusto Mota

No comments

Eu, eu ando de passo leve pra não acordar o dia
Sou da noite a companheira mais fiel qu'ela queria!
Yeah, yeah,yeah, yeah!
Amo a guerra, adoro o fogo
Elemento natural do jogo, senhores:
Jamais me revelarei! Jamais me revelarei!
Eu, eu ando de passo leve pra não acordar o dia
Sou da noite a companheira mais fiel qu'ela queria!
Yeah, yeah,yeah, yeah!
E quão longa é a noite. A noite eterna do tempo
Se comparado ao curto sonho da vida
Chega enfeitando de azul a grande amante dos homens
Guardando do sol, seu beijo incomum..... ah!
Seja bom ou o que não presta
Acendo as luzes para nossa festa, senhores:
Eu sou o mistério do sol! Eu sou o mistério do sol!
Eu, eu ando de passo leve pra não acordar o dia
Sou da noite a companheira mais fiel qu'ela queria!
Yeah, yeah,yeah, yeah!
Mas é com o sol que eu divido toda a minha energia
Eu sou a noite do tempo. Ele é o dia da vida
Ele é a luz que não morre quando chego e anoiteço
O sol dos dois horizontes a mais perfeita harmonia.....
Eu, eu ando de passo leve pra não acordar o dia 

Posted on sexta-feira, outubro 24, 2008 by Augusto Mota

No comments

quarta-feira, 22 de outubro de 2008


Um ordem mundial novo bravo: Conspiração Oculta de Illuminati de América
Foi escrito por Jeffrey E. para www.illuminatiarchives.org

Ao longo dos séculos existiu uma conspiração occult para um ordem mundial novo, que fosse a planta para decretar um governo de um mundo sob uma ditadura e um estado policial fascistas. Esta agenda para a dominação global deve ser realizada usando a psicologia baseada medo do controle da propaganda e de mente através dos meios de notícia, do entretenimento, e da estalar-cultura.
Este ordem mundial novo seriam o objetivo do Illuminati, uma sociedade secreta encoberta no mistério, na mágica, no misticismo e no mito. O boato tem-no que, o Illuminati consiste realmente em diversas sociedades secretas e ordens fraternal divididas em compartimentos em uma hierarquia pyramidal de need-to-know e da iniciação.
Estas sociedades secretas comunicam-se com os símbolos e os rituais occult antigos. Tal simbolismo esotérico pode ser diário considerado, escondido na vista lisa dentro da arquitetura, dos logotipos incorporados, e mesmo do dinheiro de América. O mais infame de tais símbolos é a “todo-vista do olho” encontrado na pirâmide descrita na parte traseira da uma conta de dólar. Você igualmente encontrará que aquela debaixo da pirâmide é a inscrição Latin “Novus Ordo Seclorum”, que tem pode aproximadamente ser traduzida para ler “o ordem mundial novo”.
O termo “ordem mundial novo” é documentado para ser usado primeiramente em uma edição 1926 do borne da noite de sábado pela casa de Edward M. com relação ao Council on Foreign Relations, uma organização disse ser relacionada à conspiração nova do ordem mundial. Sénior de George Bush. igualmente usou a frase em seu discurso “para um ordem mundial novo” setembro em 1ø 1990, uma data synchronistic aos acontecimentos trágicos onze anos mais tarde. Tal “coincidência” alertou ainda mais controvérsia entre teorias novas da conspiração do ordem mundial.
Muitos presidentes dos Estados Unidos da América eram certamente membros da mesma ordem fraternal conhecida que o Freemasonry da fraternidade. Hoje, o Freemasonry etiqueta-se não como uma sociedade secreta mas um pouco uma “sociedade com segredos”. É verdadeiro que os membros do Freemasonry entre outras ordens fraternal e sociedades secretas se comunicam usando tal códice misterioso que juraram em cima dos juramentos nunca para revelar.
O clube boémio do bosque é uma organização que inclua alguns dos homens os mais poderosos no mundo. O clube boémio reune-se todos os anos nos campgrounds confidenciais situados no condado Califórnia de Sonoma. Os membros da elite do clube boémio incluem presidentes Ronald Regan, Richard Nixon, Sénior de George Bush. e Jr. de Bush assim como muitos executivos dos meios e do industria do ócio. O ponto culminante deste evento termina com uma cerimónia em que uma efígie humana é ritualistically queimada em um altar ao lado de uma estátua concreta de quarenta-pé de uma coruja. A coruja própria seriam conectada à sabedoria e ao simbolismo occult do Illuminati. Uma descrição de uma figura da coruja pode ser considerada dentro da arquitetura das ruas que cercam o capital de Estados Unidos na C.C. de Washington
Um outro grupo conectado ao ordem mundial novo é a fraternidade fraternal do crânio e dos ossos fora de Yale que os membros incluem os contendores uma vez presidenciais George W. Bush e John Kerry, quem são ambos os primos relativos pelo sangue.
Diz-se que América é realmente um corporaçõ criado pelo sistema bancário europeu e que América está funcionada pelos bloodlines de direitos europeus. A pesquisa ancestral mostra que muitos dos presidentes dos Estados Unidos da América de facto estão relacionados ancestral aos direitos europeus e à família real britânica através dos descendentes de Strongbow.
O simbolismo e o secretismo todos parecem ser partes fundamentais no fascínio para a teoria nova da conspiração do ordem mundial. O fascínio de América para a conspiração aumentou nos os últimos anos desde os ataques setembro de 1ø no World Trade Center e no Pentagon. A escala destas teorias da conspiração funcionadas distante e profundamente, contudo muitas provêm do mesmos perdem extremidades e perguntas não respondidas.
O que pode ser mais assustador do que estas teorias da conspiração são a realidade que pode ser perdida dentro de algumas das desilusão a respeito do Illuminati, do ordem mundial novo, do secretismo e das sociedades secretas. A conspiração nova do ordem mundial e do Illuminati transformou-se uma outra ameia no mundo do industria do ócio a escapar dentro quando as tragédias reais ocorrerem através de nossas comunidades e do globo. Isto podia igualmente ser considerado uma conspiração nova própria do ordem mundial.



http://www.illuminatiarchives.org


Illuminati, A Nova Ordem Mundial & Teóricos Conspiracionistas Paranóicos (TCPs)

O que está em questão é mais do que um pequeno país [Kuwait], é uma grande idéia - uma nova ordem mundial, onde diversas nações se unem na causa comum de atingir as aspirações universais da humanidade: paz e segurança, liberdade, e a autoridade da lei. Assim seria um mundo digno de nossa luta, e digno do futuro de nossas crianças. -- Presidente George Bush em seu discurso do estado da união, 16 de janeiro de 1991.
Os Illuminati eram uma sociedade secreta da Bavária no fim do século 18. Tinham um programa político que incluía o republicanismo e a abolição das monarquias, que eles tentaram instituir através de "subterfúgios, segredo e conspiração," incluindo a infiltração em outras organizações.* Eles se imaginavam "iluminados" mas tiveram pouco sucesso e foram destruídos em 50 anos a partir da sua origem (Pipes, 1997).
Teóricos conspiracionistas paranóicos (TCPs) acreditam que a trama dos Illuminati ainda existe, ou em sua forma original ou como um paradigma para tramas posteriores. Muitos TCPs acreditam "que grandes famílias de banqueiros judeus têm orquestrado várias revoluções e maquinações políticas por toda a Europa e América desde o fim do século 18, com o objetivo final de criar uma Nova Ordem Mundial."* O assunto sobre o qual George Bush estava falando em seu discurso do estado da união em 1991 era nada menos que o estabelecimento de um governo mundial único com o anti-Cristo (que alguns dizem ser Bill Clinton, mas podeira ser Pat Robertson) no comando.
Na mente dos paranóicos, os Illuminati tiveram sucesso em seus objetivos e já se infiltraram em todos os governos e todos os aspectos da sociedade. Eles são responsáveis por todo o mal e todo ato injusto onde quer que ocorra; o fato de que absolutamente nenhuma evidência de sua existência possa ser encontrada apenas serve para torná-los mais fortes e mais assustadores. Eles são o demônio oculto, e provavelmente nunca irão desaparecer do mundo das fantasias paranóicas dos teóricos conspiracionistas da direita.*
--
New England Skeptical Society
Embora existam duas "seitas" principais de TCPs, o ramo fundamentalista cristão militante e o ramo OVNI/alienígena, e embora cada um ache que o outro é maligno ou biruta, suas paranóias têm o mesmo foco: o fim está próximo.
os Illuminati e o Anti-Cristo
Os Illuminati apregoam a iminência da vinda do Anti-Cristo e o fim do mundo.
Para aqueles de nós que ainda aceitam a Bíblia como a vontade revelada de Deus para o homem, é motivo de grande preocupação ver a crescente propaganda a favor, e o surgimento, de uma Nova Ordem Mundial.... tanto o Antigo como o Novo Testamento nos advertiram de que o ponto culminante da história seria marcado pela reunião das nações do antigo Império Romano na Europa; a restauração do estado de Israel (e a crescente hostilidade de todas as nações dirigida a ele); a implementação de um sistema governamental mundial-único; a imposição de um sistema monetário mundial sem dinheiro; o desenvolvimento de uma religião mundial sincretística, baseada no homem, e presidida por um falso profeta; a ascensão ao poder de um ditador mundial benigno, que (uma vez firmemente no controle) eliminaria as liberdades individuais, demonstraria ferocidade e crueldade ferrenhas, e faria de si mesmo objeto de adoração; e a apostasia mundial, jutamente com a perseguição e execução ativa de judeus e cristãos fiéis.*
--
Jay Whitley, TCP e fornecedor de kits de Comida Desidratada de Emergência
De acordo com os TCPs, os Illuminati são quem realmente governa o mundo, embora o façam por trás da cortina. Eles têm feito isso por séculos. Como é que se sabe disso? Basta olhar para o que eles têm feito e estão fazendo. Imposto de renda federal, o estado de Israel, o assassinato dos KKK (Kennedy, King, Kennedy), as Nações Unidas, FEMA, AIDS, WACO, E.D., VD, o cartão ATM, o hula hoop, Microsoft, o Euro -- esses e muitos outros eventos definitivamente não aconteceram sem uma conexão. Eles são todos parte de um plano para assumir o controle do mundo, estabelecer um governo tirânico único e apressar o Armagedom.
os personagens principais
Eis um conjunto típico das noções dos TCPs, exaltadas em uma revisão de um autor que afirma ter exposto os Illuminati:
Quem realmente controla os eventos mundiais por trás da cortina? Anos de extensiva pesquisa e investigação resultaram neste trabalho maciçamente documentado [Bloodlines of the Illuminati] (Genealogias dos Illuminati). Em quase 600 páginas, Fritz Springmeier revela fatos estarrecedores e verdades nunca antes reveladas sobre as principais dinastias dos Illuminati. Descubra o espantoso papel que estas genealogias desempenharam-- e agora estão exercendo--na história humana, com sobrenomes como Astor, DuPont, Kennedy, Onassis, Rockfeller, Rotschild, Russell, Van Duyn, e Krupp. Você também vai aprender sobre a família chinesa Li, que opera com impunidade nos EUA, e em todo o mundo. Você vai descobrir por que o presidente John. F. Kennedy e a atriz Grace Kelly foram mortos; quem criou as Nações Unidas; quem controla os dois principais partidos políticos dos EUA; como os Rotschild inventaram e controlam o Israel moderno; quem secretamente fundou falsas religiões como as Testemunhas de Jeová; e muito, muito mais. Uma verdadeira enciclopédia de informações raras e inacreditáveis!*
As "informações" certamente são inacreditáveis, mas não raras o bastante. Outra "seita" TCP afirma que são os alienígenas que controlam os Illuminati, que controlam o mundo, etc.
David Ickes
David Ickes, outro guru dos Illuminati, recebe mensagens de "répteis-Illuminati" alienígenas que explicam a ele coisas como o calendário gregoriano.
O enredo inteiro foi planejado séculos atrás porque os répteis, que operam a partir da quarta dimensão inferior, e na verdade qualquer que seja a força que os controle, têm uma versão do "tempo" muito diferente da que nós temos, logo eles podem ver e planejar a linha de "tempo" tridimensional de uma maneira que aqueles em uma forma tridimensional não podem. *
Ickes se vangloria de ser "O mais controvertido autor e palestrante do mundo."* Para ele, a origem dos Illuminati é extraterrestre. Ele sabe disso porque é contatado regularmente com mensagens do além pelos lagartos alienígenas. Ele põe estas mensagens em livros (pelo menos cinco, até agora).
Já houve um tempo em que um homem que afirmasse estar em contato com répteis alienígenas seria evitado pelo mundo. Na sociedade aberta de hoje, um homem assim tem a mesma probabilidade de se tornar um herói cultuado, palestrante convidado em universidades, ou um autor apresentado em programas de entrevistas, de que tem de ser internado em um asilo.
Jim Keith
Outro expositor destes programas ocultos e conspirações mundiais é Jim Keith, que morreu em 7 de setembro de 1999, durante uma cirurgia para corrigir uma perna ferida no Burning Man Festival. Keith, um ex-executivo Cientologista e autor de nove livros conspiracionistas (inclusive Saucers of the Illuminati) podia ver coisas que o restante de nós não podemos. Seria isso porque ele era melhor em enxergar ou porque sua imaginação estava fora de controle? Ele observa uma Coca Cola e vê felação e penetração anal.* Você pode imaginar o que ele vê ou ouve quando sua atenção se volta para a história mundial.
Ken Adachi
Ken Adachi tem uma bela página de conspiração. Ele não deixa de considerar nenhum evento como parte do plano para tomar o controle do mundo e apressar o Apocalipse. Os Illuminati, entretanto, são apenas um aspecto da trama oculta. Ele transformou a própria Nova Ordem Mundial em uma trama. De acordo com o Sr. Adachi
Uma trama dominada por civis extremamente poderosa, a Nova Ordem Mundial, inclui o Majesty Twelve [MJ-12], Os Illuminati, Order of the Quest, O Grupo Bilderberg, A Comissão Trilateral, O Comitê Executivo do Conselho de Relações Estrangeiras, O Comitê PI-40, O Grupo Jason, O Clube de Roma, O Grupo, O Instituto Real de Assuntos Internacionais, A Sociedade Secreta Amistosa Aberta, Os Rosacruzes, A Irmandade do Dragão (ou da Serpente), The Russell Trust, As Famílias Negras (da Europa), Crânio & Ossos, o Pergaminho & Chave, Os Cavaleiros de Malta, o ramo Illuminati dos Maçons, e muitos, muitos outros grupos secretos. *
O que é mais divertido sobre a página do Sr. Adachi é que, embora o fim esteja próximo, ele ainda nos pede o favor de apoiar seu patrocinador, uma organização que pode ajudar com consolidação de dívidas ou empréstimo. O que não é tão divertido é a sua identificação dos Maçons como uma trama subversiva. Esta idéia é popular entre os TCPs, especialmente aqueles da direita religiosa como Pat Robertson, que também tendem a ser anti-semitas.
Myron Fagan
O Sr. Adachi pode ter uma bela página WWW conspiracionista, mas parece ter tomado tudo emprestado do Sr. Fagan, que tomou para si a responsabilidade de explicar toda a história mundial como um plano dos Illuminati para estabelecer a Nova Ordem Mundial. Waterloo, Diamond Jim Brady, a Revolução Francesa, qualquer guerra que você quiser mencionar, homossexuais no Departamento de Estado, JFK, as Nações Unidas, a ACLU, banqueiros judeus, a conspiração comunista para controlar Hollywood e fazer filmes para precipitar a chegada da Nova Ordem Mundial, etc. ad nauseam. A fita de áudio de Fagan, "Os Illuminati", está disponível através dos Bombeiros por Cristo.
Fagan, nascido em torno de 1888, era um dramaturgo, diretor, produtor, editor e relações públicas de Charles Hughes, candidato republicano à presidência dos EUA em 1916. Em 1930, Fagan foi para Hollywood e trabalhou como escritor e diretor. Em 1945, disse ter visto alguns documentos secretos que o levaram a escrever Red Ranibow (Arco-íris Vermelho) e Thieves Paradise (Paraíso dos Ladrões). O primeiro retrata Roosevelt, Stalin e outros em Malta, planejando entregar os Balcãs, a Europa Oriental e Berlim a Stalin. O segundo retrata o mesmo grupo planejando criar as Nações Unidas como um frente comunista para um governo mundial. Até sua morte, Fagan cruelmente revelou planos para quase todo evento histórico de qualquer tipo. Fagan é o arquétipo do TCP.
Milton William "Bill" Cooper
Cooper, um líder no movimento da milícia do Arizona, escreveu The Secret Government: a Covenant with Death - The Origin, Identity, and Purpose of MJ-12 (O Governo Secreto: um Pacto com a Morte - A Origem, Identidade e Propósito do MJ-12), um artigo apresentado em Las Vegas em uma reunião do MUFON em 1989, focalizado essencialmente em sua crença em uma acobertação da queda de alienígenas em Roswell. Ele também escreveu Secret Societies/ New World Order (Sociedades Secretas/ Nova Ordem Mundial). Ele afirma ter obtido suas informações "diretamente de, ou como resultado de minhas próprias pesquisas no material ULTRA SECRETO/MAJIC que EU VI E LI entre os anos de 1970 e 1973 como membro da Equipe de Instrução da Inteligência do Comandante em Chefe da Frota do Pacífico." (TCPs parecem gostar de usar MAIÚSCULAS para ENFATIZAR.) A veracidade de Cooper sobre sua carreira na marinha e seu acesso a documentos secretos foi questionada publicamente em alt.alien.visitor, assim como outros aspectos de sua personalidade. Cooper mantém o williamcooper.net, um site que fala do seu amor por sua família e seus temores pelo destino do mundo.
As "investigações" de Cooper revelam as conspirações usuais, embora ele também inclua algumas das novas, como a conspiração para usar a AIDS para reduzir a população de negros, hispânicos e homossexuais. O que falta a Cooper em evidências ele tem de sobra em detalhes e imaginação.
Robert Gaylon Ross, Sr.
Ross é proprietário da Ross International Enterprises (RIE) e é o autor de nove livros em andamento. RIE é "uma empresa privada credenciada a fazer tudo o que seja legal, ético e moral, em qualquer parte do mundo." Ross fundou a RIE quando não conseguiu encontrar um editor para seu manuscrito, Who's Who of the Elite (Quem é Quem na Elite), um desmascaramento da elite. Ross afirma, após seu site ser visitado
você terá sido exposto à VERDADE REAL sobre a conspiração por trás dos Bilderbergs; Conselho das Relações Estrangeiras; Comissão Trilateral, Sociedade Crânio & Ossos; Bosque da Boêmia e Clube da Boêmia; o envolvimento da CIA em controle da mente baseado em trauma, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro; onde estão os Mais Ricos do Mundo; quem é realmente o dono do Federal Reserve System; e as mais precisas teorias encontradas em "Física Lógica".
A excentricidade exclusiva de Ross é relacionar a "física alternativa" ao mundo das conspirações e oferecer à venda um fuzil com mira telescópica por meio de suas páginas conspiracionistas. Se ele ao menos tivesse OVNIs nos seus livros, não teria problemas para tê-los publicados pela Illuminet Press, uma editora dedicada a nada menos que livros de conspiração envolvendo algum tipo de alienígenas.
Por que?
Entrar no mundo dos TCPs é como entrar num hospício. Alguém interessado em entrar neste mundo, poderia começar pela página UFOMind sobre Conspirações - Alegações de conluios sinistros e grandes fraudes. Não faria sentido examinar aqui, muito menos tentar refutar, as ilusões de pessoas que pensam ter sido transformadas em assassinos por técnicas de controle da mente para que pudessem cumprir a vontade de dinastias familiares, que alienígenas estão controlando o mundo, que nenhuma das leis da ciência é real, que a imaginação e o pensamento do que é possível são guias melhores que o "mundo fisicamente manifestado," etc. Uma pessoa racional poderia pensar que muitos dos TCPs estão brincando. Há sites na Internet que parecem ser sites de paródia, mas isto é difícil de julgar, desde que não existe nenhuma crença, por mais vazia ou absurda que seja, que os TCPs não possam encaixar na sua visão bizarra do mundo. Uma pessoa racional que nunca tenha ouvido falar de Pat Robertson, poderia muito bem ler seu livro New World Order (Nova Ordem Mundial)(Word Books, 1994) e pensar que se trata de uma brincadeira. Será que alguém poderia realmente acreditar em sua paranóia em relação aos banqueiros judeus, maçons, muçulmanos, homossexuais, estrangeiros, etc.? Aparentemente sim. Ainda assim, alguém poderia se perguntar por que os TCPs existem e seu número parece estar crescendo.
Naturalmente, os governos e algumas pessoas muito ricas têm conspirado para dominar o mundo de uma forma ou de outra. Existem conspirações reais suficientes para satisfazer até mesmo a maior Pollyanna de que algum governo e os extremamente ricos e poderosos não joguem pelas mesmas regras, se é que eles joguem dentro de alguma regra, como as pessoas decentes. Aqueles de nós que viram o governo dos EUA apoiar um ditador fascista após outro porque ele era "anti-comunista" têm dificuldade em achar que há pessoas que estão tão à direita da direita quanto elas também querem expor os segredos acobertados. É inútil argumentar para os TCPs que o governo dos EUA liderou golpes contra governos democraticamente eleitos, assassinou chefes de estado e forneceu ajuda militar e financeira a criminosos e assassinos ao redor do mundo, em uma crença equivocada de que estava salvando o mundo do comunismo, além de abrir novos mercados para a expansão capitalista. Muitos dos líderes e principais agentes do governo dos EUA são e foram maus e incompetentes mas, incapazes como eles costumam ser, mesmo eles reconheceriam os limites de suas ambições.
Mas é inútil argumentar pois os TCPs são mestres em pseudo história: evidências em contrário são usadas para reforçar, ao invés de refutar, suas noções. O governo dos EUA perseguiu o homem mais rico do mundo, Bill Gates? Hah! Isso é uma encenação, criada para nos despistar. Hitler não era aquele que pensou que poderia dominar o mundo e os Aliados não o detiveram? Hitler era um trouxa, usado para avançar o plano sinistro dos Illuminati para dominar o mundo.
um pouco de especulação
Podemos apenas especular por que os TCPs existem. Explicar sua proliferação é fácil: as modernas comunicações de massa tornaram possível que qualquer um se torne sua própria imprensa e máquina de propaganda. Mas por que os TCPs em primeiro lugar? A única outra experiência que eu tive com este tipo de pensamento foi quando tive que me envolver com algumas pessoas mentalmente doentes. Eu não estou brincando. Um parente teve um "surto psicótico" e paranóia grave. Nós (um grupo de parentes) éramos todos candidatos a ser assassinados por algumas pessoas más desconhecidas. Elas podiam ser parcialmente identificadas pelas placas de seus carros. Se o número começasse com "5", elas eram más. Nenhuma dose de lógica ou argumentação em relação ao absurdo da idéia de alguém querer matar pessoas sem absolutamente nenhuma importância fazia qualquer efeito. Nenhuma dose de argumentação sobre como os números de placas são fornecidos fazia qualquer efeito. Chamadas telefônicas só podiam ser feitas de linhas "seguras", o que significava ir ao departamento de incêndio ou falar com uma série de supervisores até encontrar um "bom". Através do meu parente doente, conheci outros que também sofriam de ilusões e julgamento incrivelmente falho. Eles não perderam sua habilidade de raciocinar-- na verdade, este meu parente parecia até mais inteligente sob alguns aspectos quando era maníaco--mas suas concepções eram tiradas de fontes inacessíveis à mente comum. Eles colocavam grande fé em suas intuições e pensavam que suas idéias eram percepções brilhantes quando elas eram pouco mais que as fantasias de cérebros doentes. Quando eu comparo a leitura da literatura dos TCPs com entrar num hospício, eu quero ser interpretado ao pé da letra.
Por exemplo, muitos TCPs acham que o Grande Selo dos Estados Unidos e a inscrição Novus Ordo Seclorum é Maçônica e quer dizer Nova Ordem Mundial. Estes "fatos" são considerados evidências na argumentação para provar a grande conspiração dos Illuminati. É inútil argumentar contra estes "fatos" com os TCPs. Eles nos consideram ingênuos que não perceberiam que o Latim é geralmente traduzido como Novo Mundo das Eras e que o símbolo do olho na pirâmide se refere a um poema no Livro Egípcio dos Mortos.* Mesmo quando se argumenta que mesmo admitindo que o Grande Selo dos Estados Unidos e os símbolos na cédula do dólar são Maçônicos (o que eles não são) e que novus ordo seclorum significa Nova Ordem Mundial (o que não significa), daí não se pode concluir nada significativo, muito menos que exista uma vasta conspiração para dominar o mundo.
Kay Redford Jamison, em An Unquiet Mind (Uma Mente Inquieta) e Touched With Fire: Manic Depressive Illness and the Artistic Temperament (Tocado Com Fogo: Doença Maníaco-Depressiva e o Temperamento Artístico), afirma que há fortes evidências de que muitos poetas e outros escritores que têm uma grande capacidade de conectar palavras e imagens de formas fantásticas e esclarecedoras, são maníacos ou maníaco-depressivos (bipolares). É bem possível que a capacidade da mente conspiracionista para conectar os eventos mais desconexos esteja enraizada na química do cérebro. Quem sabe?
Providência e escatologia
Eu acredito ser provável que muitos TCPs no ocidente sejam iniciados em sua maneira peculiar de pensar por seu treinamento religioso, em particular pelo seu estudo da Bíblia. Eles foram instruídos ou eles assumem que tudo acontece com um propósito e que Deus, no fim das contas, tem uma razão para que cada evento aconteça exatamente como acontece. À medida em que se torna cada vez mais difícil ver este mundo como projetado para qualquer coisa, as teorias se tornam cada vez mais absurdas para manter viva a ilusão teleológica. A guerra contra a evolução e o homossexualismo-- encorajando o abandono da ciência e estimulando ataques homicidas-- tão obviamente desproporcional por qualquer padrão racional, é difícil de explicar sem que se conclua que os militantes fundamentalistas estão além dos últimos estágios do desespero. As intensas campanhas para expor possíveis raptos por alienígenas, OVNIs, e controle da mente, são da mesma forma absurdamente desproporcionais por qualquer padrão racional. Está se tornando quase impossível explicar os eventos neste planeta com a pressuposição de um Criador Divino que tem um plano e uma razão para tudo. Os sistemas de pensamento que precisam ser criados para manter a Providência Divina se tornam mais insanos a cada minuto. (Explique Hitler, Slobodan Milosevich, ou Ishii Shiro. Ou, por falar nisso, explique WACO, a Síndrome da Guerra do Golfo, ou qualquer dentre várias conspirações reais nas quais se empenharam homens de negócios como Bill Gates ou líderes políticos como Oliver North e sua idéia "pura" de um governo dentro do governo sem dar explicações a ninguém, ou Richard Nixon e os conspiradores de Watergate, ou nossos programas anteriormente secretos de guerra biológica) Existe, de fato, uma Nova Ordem Mundial surgindo: o mundo da História Alternativa, Física Alternativa, Medicina Alternativa e, no fim das contas, Realidade Alternativa.
É uma reação muito natural tentar compreender o mundo. Os TCPs estão tentando desesperadamente compreender um mundo com o qual eles não conseguem mais se relacionar. O mundo é complicado demais, ruim demais, frio demais, insatisfatório demais para eles. No mundo real, eles não são considerados nada e se desesperam por estarem não mais que do lado de fora, olhando para dentro. Eles vêem a ciência como algo que lhes diz que eles são acidentes e suas vidas não têm sentido. No seu mundo alternativo, eles mandam e têm esperanças. Tudo está em seu lugar ou será posto em seu lugar. Existe ordem e sentido. A vida tem significado.
o fim está próximo
O verdadeiro mecanismo pelo qual os TCPs chegam às suas estranhas conclusões não é difícil de apurar. As pessoas mentalmente doentes que eu vim a conhecer apoiavam seus medos paranóicos em termos de F.B.I. e C.I.A. Eles não tinham nenhum reforço comunal de suas ilusões, entretanto. Nenhum apresentador de programa de entrevistas ou editor os convidou para compartilhar suas ilusões com o mundo. Eles estão em tratamento, foram hospitalizados, presos, etc. Eles sabem que as pessoas ao seu redor não aceitam suas ilusões. Isto não é verdadeiro para os grupos religiosos ou de OVNIs. Eles se reforçam um ao outro e fortalecem as resoluções um do outro. Eles se encorajam mutuamente a aceitar possibilidade como igual a probabilidade, experiência material como inferior a sonhos, alucinações e experiências fora-do-corpo, etc. Eles não têm nenhum cão de guarda equivalente a I. F. Stone, e a mídia de massas está ocupada demais perseguindo boatos de tablóide e celebridades para funcionar como cão de guarda de qualquer coisa. E desde que os TCPs funcionam quase completamente fora das arenas normais onde poderiam ser desafiados e forçados a mostrar evidências em lugar de especulação, eles florescem relativamente ilesos e esperam por sua próxima aparição no programa do Art Bell ou Pat Robertson, aparentemente se esquecendo do absurdo de tal comportamento durante os últimos dias do planeta terra.
Veja verbetes relacionados sobre raptos alienígenas, Área 51, criacionismo, Maçons, controle da mente, Protocolos dos Sábios do Sião, Roswell, e OVNIs.

leitura adicional

Posted on quarta-feira, outubro 22, 2008 by Augusto Mota

No comments































Milagroso poder e maravilhosa atividade - tirar água do poço e cortar lenha!

Poeta Zen P' ang - yun

Posted on quarta-feira, outubro 22, 2008 by Augusto Mota

No comments



Só quando já não tiveres coisas na tua mente, nem a mente nas coisas, estarás vago e espiritual, vazio e maravilhoso.

Te - shan

Posted on quarta-feira, outubro 22, 2008 by Augusto Mota

No comments

Nostálgico Blues Subterrâneo

Johnny está no porão
Misturando medicamentos
Eu estou no pavimento
Pensando no governo
O cara de sobretudo
De distintivo, ferrado
Diz que está com um nó na garganta
Quer pagar para se livrar
Olhe garoto
Foi algo que você fez
Deus sabe como
Mas você está fazendo de novo
Melhor você tropeçar parque abaixo
Procurando por um novo amigo
O homem de chapéu de guaxinim
Com a grande caneta
Quer onze notas de dólar
Você só tem dez

Maggie vem ao pé da frota
Cara cheia de fuligem preta
Falando que o calor pôs
Ervas na cama, mas
O telefone está desligado, mesmo assim
Maggie diz o que muitos dizem
Precisa atacar no começo de maio
Ordens do departamento
Olhe garoto
Não importa o que diz
Ande na ponta dos dedos
Não ande com deslocados
Melhor se manter afastado destes
Do que se meter em bizarrices
Mantenha o nariz limpo
Observe as roupas da moda
Você não precisa do homem do tempo
Para saber de que lado o vento sopra

Fique doente, fique bem
Arrume uma tatuagem legal
Balance o pinto, é difícil falar
Se alguém vai vender
Vá atrás, seja barrado
Volte, escreva em Braille
Seja preso, salte a cerca
Entre para o exército, se falhar
Olhe garoto
Você vai arrasar
Mas usuários, trapaceiros
Completos perdedores
Rodeiam os teatros
Garota na piscina
Procurando um novo otário
Não siga líderes
Observe os medidores dos parquímetros

Ah nasça, fique calmo
Calças curtas, romance, aprenda a dançar
Vista-se, seja abençoado
Tente ter sucesso
Agrade-a, agrade-o, compre presentes
Não roube, não furte
Vinte anos de escola
E eles o colocam no turno diurno
Olhe garoto
Eles mantêm isso escondido
Melhor pular num bueiro
Acenda para si uma vela
Não use sandálias
Tente evitar escândalos
Não queira ser um vagabundo
Melhor mascar chiclete
O barril de bebida não funciona
Pois os vândalos levaram a alavanca


Letra original:
Composição: Bob Dylan


Johnny's in the basement
Mixing up the medicine
I'm on the pavement
Thinking about the government
The man in the trench coat
Badge out, laid off
Says he's got a bad cough
Wants to get it paid off
Look out kid
It's somethin' you did
God knows when
But you're doin' it again
You better duck down the alley way
Lookin' for a new friend
The man in the coon-skin cap
In the big pen
Wants eleven dollar bills
You only got ten

Maggie comes fleet foot
Face full of black soot
Talkin' that the heat put
Plants in the bed but
The phone's tapped anyway
Maggie says that many say
They must bust in early May
Orders from the D. A.
Look out kid
Don't matter what you did
Walk on your tip toes
Don't try "No Doz"
Better stay away from those
That carry around a fire hose
Keep a clean nose
Watch the plain clothes
You don't need a weather man
To know which way the wind blows

Get sick, get well
Hang around a ink well
Ring bell, hard to tell
If anything is goin' to sell
Try hard, get barred
Get back, write braille
Get jailed, jump bail
Join the army, if you fail
Look out kid
You're gonna get hit
But users, cheaters
Six-time losers
Hang around the theaters
Girl by the whirlpool
Lookin' for a new fool
Don't follow leaders
Watch the parkin' meters

Ah get born, keep warm
Short pants, romance, learn to dance
Get dressed, get blessed
Try to be a success
Please her, please him, buy gifts
Don't steal, don't lift
Twenty years of schoolin'
And they put you on the day shift
Look out kid
They keep it all hid
Better jump down a manhole
Light yourself a candle
Don't wear sandals
Try to avoid the scandals
Don't wanna be a bum
You better chew gum
The pump don't work
'Cause the vandals took the handles
 

Posted on quarta-feira, outubro 22, 2008 by Augusto Mota

No comments

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Bilhetinho Azul

Barão Vermelho

Composição: Roberto Frejat e Cazuza


Hoje eu acordei com sono e sem vontade de acordar
o meu amor foi embora e só deixou pra mim
um bilhetinho todo azul com seus garranchos
Que dizia assim "Chuchu vou me mandar!"
é eu vou pra Bahia (pra bahia) talvez volte qualquer dia
o certo é que eu tô vivendo eu tô tentando Uuu!!!

Nosso amor, foi um engano

Hoje eu acordei com sono e sem vontade de acordar
Como pode alguém ser tão demente, porra louca
inconsequente e ainda amar, ver o amor
como um abraço curto pra não sufocar
ver o amor como um abraço curto pra não sufocar

Posted on quarta-feira, outubro 15, 2008 by Augusto Mota

No comments

Só há amor quando não existe nenhuma autoridade.

 http://static.hsw.com.br/gif/raul-seixas-1.jpg

Todos os partidos são variantes do absolutismo. Não fundaremos mais partidos; o Estado é o seu estado de espírito.

 http://www.radio.usp.br/imagens/raul1.jpg

A arte de ser louco é jamais cometer a loucura de ser um sujeito normal

Sou o que sou
porque vivo da minha maneira...
Você procurando respostas olhando pro espaço,
e eu tão ocupado vivendo...
Eu não me pergunto,
Eu faço!

 http://g1.globo.com/Noticias/Rio/foto/0,,11264899-EX,00.jpg

Quero dizer agora o oposto do que eu disse antes
Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo...

 http://viniciuseel.files.wordpress.com/2007/11/raulzito.jpg

O sonho do careta é a realidade do maluco.

 http://www.memorialdafama.com/biografiasRZ/RaulSeixas.jpg

Pare o mundo que eu quero descer...

Ninguém morre, as pessoas despertam do sonho da vida

A desobediência é uma virtude necessária à CRIATIVIDADE.

Quero a certeza dos loucos que brilham. Pois se o louco persistir na sua loucura, acabará sábio

Meu egoísmo é tão egoísta que o auge do meu egoísmo é querer ajudar

Do materialismo ao espiritualismo é uma simples questão de esperar esgotarem-se os limites do primeiro.

Posted on quarta-feira, outubro 15, 2008 by Augusto Mota

No comments


DIVULGUE,a natureza agradece!
 
 http://banco.agenciaoglobo.com.br/Imagens/Preview/200608/ab11da76-28d0-4983-b020-ac7543e884be.jpg

Assunto: Adeus ao Parque do Mendanha

Amigos, estou apenas repassando mais um absurdo de nosso prefeito, que visa apenas medidas populistas visando sempre a sua autopromoção, sem falar do que vem por baixo dos panos... realmente é um absurdo tal medida, pois o Parque Natural do Mendanha (que faz parte do maciço do Gericinó) junto com o Parque Nacional da Tijuca e o Maciço da Pedra Branca, é um dos três maiores e mais preservados fragmentos de Mata Atlântica de nosso município, abrigando várias espécies de nossa fauna e flora, sem falar de sua importância no ciclo hidrológico e na prevenção de acidentes, como deslizamentos e enchentes. Para quem não sabe onde fica o Macicço, ele fica à direita da avenida Brasil, de quem vem do Rio em direção à zona Oeste. É toda aquela montanha linda, cheia de verde, que começa a ser avistada mais ou menos, da Av. Brasil, na altura de Deodoro e vai até aproximadamente Nova Iguaçu, na entrada pelo viaduto Oscar Brito, que pega a antiga Rio-São Paulo, Universidade Rural, AMBEV. Repassem esse absurdo. Como cidadãos e amantes da natureza e da vida não podemos deixar isto passar despercebido.

  Paz e bem!!!!

Foi sancionada a Lei Municipal 4.899/08 e publicada no Diário Oficial da Cidade do Rio de Janeiro no dia 18/08/08, após ser sancionado pelo Prefeito César Maia, que extingue o Parque Ecológico do Mendanha (atual Parque Natural Municipal da Serra do Mendanha - renomeado devido ao SNUC), para transformá-lo em uma Área Especial de Interesse Social. Esta categoria se destina a dar títulos de propriedades e para implantar programas sociais, tais como: conjuntos habitacionais, favela bairro, etc.
   Esta Unidade de Conservação era a mais bem preservada do município e uma das raras com a situação fundiária resolvida. Ela é coberta com a Floresta Ombrófila Densa mais bem conservada da Cidade do Rio de Janeiro e de toda a Região Metropolitana do Estado do RJ. E por incrível que pareça só agora está sendo estudada, inclusive com a descoberta de uma nova espécie de anfíbio (ainda em descrição).
    A área precisaria de reassentamentos (ou redelimitação) e até de ampliação, para proteger o restante da floresta que está fora do parque e para excluir uma área rural (veja foto).
   Toda a Secretaria de Meio Ambiente foi tomada de surpresa, pois uma consulta havia sido realizada e todos foram contra o projeto, totalmente sem propósito. Mas ao apagar das luzes de um mandato, o VEREADOR
JORGE FELIPPE (gravem este nome!!!) submeteu um projeto que vai na corrente contrária da conscientização ambiental mundial. Pior é que a Câmara de Vereadores aprovou e o Prefeito sancionou.
   E agora como fica a preservação da área???? E o dinheiro público investido até então???? E as pesquisas em andamento??? ??
   Peço à todos que enviem mensagens de repudio para a câmara, para o prefeito e para o indigníssimo vereador (
jorge.felippe@ camara.rj. gov.br). Mas também divulguem, pois não podemos ficar de braços cruzados e entregar uma área pública que tem vocação para a preservação, ecoturismo e fins científicos, que foi solicitada por iniciativa popular ficar sem uma proteção mais restritiva, como um Parque Natural.
   Agradeço, desde já a atenção e qualquer ajuda possível.
   Obrigado.



“Preze o globo terrestre, pois não o herdamos de nossos pais, mas sim, o tomamos emprestado de nossos filhos.” Provérbio Queniano
Antes de imprimir, pense em sua responsabilidade e compromisso com o MEIO AMBIENTE

 
 
Carlos Aguiar,
 
21 7857-2787 ID 83*85884.
 
Conhecimento é a única virtude e ignorância é o único vício!!!

Posted on quarta-feira, outubro 15, 2008 by Augusto Mota

No comments



mauricio baia

Lembrei de me esquecer a tempo

Perdi meus maiores achados

Odiei por amor

Utilizei coisas inúteis

Paguei caro por prazeres baratos


Lembrei de me esquecer a tempo

Perdi meus maiores achados

Odiei por amor

Utilizei coisas inúteis

Paguei caro por prazeres baratos


Desafiei a lâmina afiada

Enterrei um sapo no terreiro

Quis não ter querer

Tentei não cair em tentação

Mas livrei-me dos livros

Pois eles não me livraram

Lembrei de me esquecer a tempo

Perdi meus maiores achados

Odiei por amor

Utilizei coisas inúteis

Paguei caro por prazeres baratos


Desafiei a lâmina afiada

Enterrei um sapo no terreiro

Quis não ter querer

Tentei não cair em tentação

Mas livrei-me dos livros

Pois eles não me livraram

Desafiei a lâmina afiada

Enterrei um sapo no terreiro

Quis não ter querer

Tentei não cair em tentação

Livrei-me dos livros

Pois eles


Posted on quarta-feira, outubro 15, 2008 by Augusto Mota

No comments

 
http://www.atarde.com.br/arquivos/2007/07/5001.jpg  
Um pingo de chuva estourou na pedra de gelo do meu whisk
Lembrei de ti
Que sempre quer botar pingo de "i" em ipsilone
Que é que há
Parece até que sou um livro mal escrito
E que você é uma caneta cor vrmelha
Rasurando o que não aceita e nem consegue decifrar
Outras vezes você tenta, feito louca, rasgar as minhas páginas
Mal eu esqueço do que lembrei
Você aparece
"Olá"
"Olá coisa nenhuma" é o que me diz
Roubando meu whisk pra falar
Que eu te beijo como Judas bejou Cristo
Pois leva o tempo a imaginar como seria
Com quem e quando eu trairia o que jamais jurei te dar
Põe em minha boca palavras que não são minhas
Com voz trêmula e trágica
E me ameça quando diz "eu vou embora"
Ora... Vá!
Você tem seu direito de ir e vir
Mas eu tenho o meu de querer ficar
Não precisa de um pedido de Habeas Corpus
A porta está aberta
Você tem seu direito de ir e vir
Mas eu tamnbém tenho o meu direito de querer ficar
Não precisa de um pedido de Habeas Corpus
A porta está aberta
 


Posted on quarta-feira, outubro 15, 2008 by Augusto Mota

No comments

segunda-feira, 13 de outubro de 2008


O Marginal, que trouxe If Six Was Nine que não havia entrado no LP original por problemas de espaço. Lembro da minha surpresa ao comprar o cd e descobrir uma faixa a mais (O Marginal foi o primeiro e último vinil que comprei, ainda na adolescência). Legal é ouvir Cássia cantando uma galera que representa o outro lado do Rock Brazuca: Paulo Branabé, Itamar Assumpção, Beto Guedes (sim, Beto Guedes também faz rocks), Mário Manga. Um disco com gosto de algo meio anos 70, algo tipo "vamo pegar o som portátil e chamar a galera pra acampar", sei lá, gosto de coisas que marcam.

Posted on segunda-feira, outubro 13, 2008 by Augusto Mota

No comments

sábado, 11 de outubro de 2008

Clássico estradeiro, poema dos vencidos, jornada existencial no pó ressecado da vida. As hipérboles passionais tornam-se a tônica quando o assunto é o romance On the Road, o clássico beat por excelência, que completa 50 anos este ano e está sendo reeditado no Brasil com tradução revista pelo jornalista Eduardo Bueno, responsável pela versão da obra original para o português em 1984, ou seja, há 23 anos! É impossível falar de literatura no século 20 sem falar de On the Road- na Estrada.

 http://www.algosobre.com.br/images/stories/assuntos/biografias/Jack_Kerouac.jpg

O livro de Jack Kerouac (1922 - 1969) incendiou o sonho de milhares de mentes jovens, prontas para deixar uma vida confortável e cair no mundo, viajando de carona em caminhões, carros de estranhos, vagões de trens.
A história do livro, já decorrido o cinqüentenário de seu lançamento, já se tornou conhecida, mesmo por quem teve em mãos esta obra - o que expressa o quanto essa viagem cheia de aventuras, verdadeira “odisséia”se internou no íntimo coletivo -  mas basta de opinião e vamos a uma breve “pincelada” sobre ela. Trata-se do relato de um jovem, Sal Paradise, que, influenciado pela presença exuberante de Dean Moriarty, um vagabundo sedutor, que deixa a casa da tia, em Nova Jersey, e se joga em viagens pelos EUA, atravessando o país de costa a costa, às vezes só e outras acompanhado de seu ídolo. O tema da viagem como veículo de transformação não era em si novo, já havia tomado carona nos vagões  de Jack London, nos navios de Melville, mer­gulhado no perturbador Coração das Trevasde Conrad. A prosa épica e poética de Kerouac, uma composição poética apaixonada à vida, já havia tirado uma soneca no leito de folhas da relva arrumado por Walt Whitman. O ritmo da prosa trazia inspiração do jazz, nervoso, escrito ao correr do raciocínio, como a conversa delirante de um entusiasmado contador de histórias que tomou mais café do que o recomendável. O que tornou On the Roadessa referência foi o momento em que sua publicação alcançou os corações e mentes americanos. Kerou­ac e seus camaradas Allen Ginsberg, Gregory Corso e William Burroughs representavam uma rejeição à estabilidade valorizada com todos os dentes pela geração anterior, filhos da Grande Depressão para quem a idéia de conforto e progresso parecia mais cara do que qualquer aventura. Também a prosa em On the Roadé a responsável pelo seu mito, uma onda de paixão e delírio na voz de um jovem viajante aberto à realidade que encontra, alguém disposto a conhecer na estrada a al­ma da América, e não no que Henry Miller chamava de " pesadelo de ar-condicionado”. A par de qualquer consideração estética, On the Ro­adtornou-se o livro beat por excelência, sua manifestação mais conhecida, uma obra que influenciou de Bob Dylan a blogueiros. Nem tudo o que a geração beat produziu ainda se sustenta por si só, mas o livro de Kerouac é uma dessas obras, assim como o delírio dadaísta de Almoço Nu, de Burroughs, ou o doloroso Kaddish, de Ginsberg. Vale a pena mergulhar nessa prosa libertária reeditada por L&PM,384 páginas, aproximadamente R$ 20,00. São cinco décadas de rebeldia inoculadas diretamente na veia estética da América e considerada a influência avassaladora da cultura americana hoje, não seria exagero dizer "do mundo".

http://i92.photobucket.com/albums/l39/capaspdl/jk-penaestrada.jpg

Posted on sábado, outubro 11, 2008 by Augusto Mota

No comments



No mais famoso romance de George Orwell, a história se passa no "futuro" ano de 1984 na Inglaterra, ou Pista de Pouso Número 1, parte integrante do megabloco da Oceania. É comum a confusão dos leitores com o continente homônimo real. O megabloco imaginado por Orwell tem este nome por ser uma congregração de países de todos os oceanos. A união da Alca (Área de Livre Comércio das Américas), Reino Unido, Sul da África e Austrália não parece estar tão distante da realidade.

E a transformação da realidade é o tema principal de 1984. Disfarçada de democracia, a Oceania vive um totalitarismo desde que o IngSoc (o Partido) chegou ao poder sob a batuta do onipresente Grande Irmão (Big Brother).

Narrado em terceira pessoa, o livro conta a história de Winston Smith, membro do partido externo, funcionário do Ministério da Verdade. A função de Winston é reescrever e alterar dados de acordo com o interesse do Partido. Nada muito diferente de um jornalista ou um historiador. Winston questiona a opressão que o Partido exercia nos cidadãos. Se alguém pensasse diferente, cometia crimidéia (crime de idéia em novilíngua) e fatalmente seria capturado pela Polícia do Pensamento e era vaporizado. Desaparecia.

Inspirado na opressão dos regimes totalitários das décadas de 30 e 40, o livro não se resume a apenas criticar o stalinismo e o nazismo, mas toda a nivelação da sociedade, a redução do indivíduo em peça para servir ao estado ou ao mercado através do controle total, incluindo o pensamento e a redução do idioma. Winstom Smith representa o cidadão-comum vigiado pelas teletelas e pelas diretrizes do Partido. Orwell escolhera este nome na soma da 'homenagem' ao primeiro-ministro Winston Churchill com o uso do sobrenome mais comum na Inglaterra. A obra-prima foi escrita no ano de 1948 e seu titúlo invertido para 1984 por pressão dos editores. A intenção de Orwell era descrever um futuro baseado nos absurdos do presente.

Winston Smith e todos os cidadãos sabiam que qualquer atitude suspeita poderia significar seu fim. E não apenas sair de um programa de tv com o bolso cheio de dinheiro, mas desaparecer de fato. Os vizinhos e os próprios filhos eram incentivados a denunciar à Polícia do Pensamento quem cometesse crimidéia. Fato comum nos regimes totalitários.

Algo estava errado, Winston não sabia como mas sentia e precisava extravassar. Com quem seria seguro comentar sobre suas angústias? Não tendo respostas satisfatórias, Winston compra clandestinamente um bloco e um lápis (artigos de venda proibida adquiridos num antiquário).

Para verbalizar seus sentimentos, Winston atualiza seu diário usando o canto "cego" do apartamento. Desta forma ele não recebia comentários nem era focalizado pela teletela de seu apartamento. Um membro do Partido (mesmo que externo como Winston) tinha de ter um teletela em casa, nem que fosse antiga. A primeira frase que Winston escreve é justificavel e atual: Abaixo o Big Brother!

A vida de repressão e medo nem sempre fora assim na Oceania. Antes da Terceira Guerra e do Partido chegar ao poder, Winston desfrutava uma vida normal com os seus pais.

Mesmo Winston tinha dificuldades para lembrar das recordações do passado e da vida pré-revolucionária. Os esforços da propaganda do Partido com números e duplipensamento tornavam a tarefa quase impossível já que o futuro, presente e passado eram controlados pelo Partido.

O próprio ofício de Winston era transformar a realidade. No Miniver (Ministério da Verdade), ele alterava dados e jogava os originais no incinerador (Buraco da Memória) de tudo que pudesse contradizer as verdades do Partido. A função de Winston é uma crítica à fabricação da verdade pela mídia e da ascenção e queda de ídolos de acordo com alguns interesses.

O Partido informa: a ração de chocolate semanal aumenta para 20g para cada cidadão. O trabalho de Winston consistia em coletar todos os dados antigos em que descreviam que a ração antiga era de 30g e substitui-los pela versão oficial. A população agradece ao Grande Irmão pelo aumento devido aos propósitos midiáticos do poder. Winston entendia que adulterava a verdade, por muito tempo ele encobria a verdade para si, mas, aos poucos, ele começava a questionar calado e solitariamente. O medo de comentar algo era um dos trunfos do Partido para o controle total da população. Winston tinha esperança na prole. Na sua ingênua visão, que confunde-se com a biografia de Orwell em sua visão durante a guerra civil espanhola, a prole é a única que pode mudar o status quo.

Winston lembra dos "Dois minutos de ódio", parte do dia em que todos os membros do partido se reunem para ver propaganda enaltecendo as conquistas do Grande Irmão e, principalmente, direcionar o ódio contido contra os inimigos (toteísmo usado amplamente pelo ser humano: odeie o seu inimigo e se identifique com o seu semalhante). Durante este ato, Winston repara num membro do Partido Interno, seu nome é O'Brien. Winston separou-se devido à devoção de sua esposa ao Partido. Ela seguia as determinação que o sexo deveria ser apenas para procriação de novos cidadãos. O sexo como prazer era crime. Ao ver uma bela mulher, lembrou-se da última vez que fizera sexo. Havia três anos e com uma prostituta repugnante. Boicotar o sexo, como pretendem os atuais donos-do-mundo é uma das forças-motrizes para dominar a mente. Winston anotava tudo o que se passava pela sua cabeça. Um exercício proibido mas necessário. Anotar e lembrar pode ser muito perigoso. O caso mais escandaloso que revoltava Winston era o de Jones, Aaronson and Rutherford, os últimos três sobreviventes da Revolução. Presos em 1965, confessaram assasinatos e sabotagens em seus julgamentos. Foram perdoados, mas logo após foram presos e executados. Após um breve periodo Winston os viu no Café Castanheira (Local mal-visto pelos cidadãos que não queriam cometer crimidéia). No ano do julgamento Winston refez uma matéria sobre os três 'traidores'. Recebeu através do tubo de transporte que eles estavam na Lestásia naqueles dias, mas ele sabia que eles confessaram estar na Eurásia (naquela época a Eurásia era a inimiga, mas num piscar de olhos, a Lestásia deixava de ser a aliada e passava a ser a inimiga).

Esta é uma crítica às alianças políticas, principalmente ao pacto de Hitler e Stalin. Os nazistas chegaram ao poder financiados também por setores dos EUA para combater o avanço do comunismo. Durante a vigoração do pacto, a aliança entre Moscou e Berlim sempre existiu para a população dos dois países. Eles não eram amigos, eles sempre foram amigos! No ano seguinte, rumo ao 'espaço vital alemão', os russos sempre foram os inimigos. Sempre tinham sido. Bastante atual se compararmos o apoio logístico e bélico dado aos estaduinedenses a Saddam Hussein e Osama bin Laden para combater o comunismo. Agora, eles são os inimigos eternos.

A mentira do Partido era a prova que Winston procurava para si. Havia algo podre na Oceania. Winston, que era curioso mas não era burro, joga o papel que podia incriminá-lo no buraco da memória. Revoltado, escreve no seu diário que liberdade é poder escrever que dois mais dois são quatro. As fábricas russas ainda contém placas com o lema: dois mais dois são cinco se o partido quiser.

Não era bem-visto que membros do Partido freqüentassem o bairro proletário. Winston estivera havia poucos dias no mesmo local para comprar seu diário. Depois de um costumaz bombardeio, Winston entrevista pessoas sobre como era a vida antes da guerra, mas os idosos não lembram mais, apenas futilidades e coisas pessoais. Ao voltar ao antiquário o propietário tem uma surpresa para o curioso por antiquidades. Winston esperava ver algum objeto anterior ao Partido, mas o que o sr. Carrrington lhe mostra é um quarto com arrumação e mobílias antigas. Sem teletelas.

Winston, ao sair do antiquário, vê uma mulher e desconfia que ela seja uma espiã da Polícia do Pensamento. No dia seguinte, a encontra no Ministério da Verdade, o que aumenta o seu temor em ser denunciado. Ao passar por Winston, ela simula uma dor para desviar a atenção das teletelas, e lhe passar um bilhete escrito: "Eu te amo".

As normas do Partido deixavam claro que membros do Partido, principalmente dos sexos opostos, não deveiam se comunicar a não ser a respeito de trabalho. Passaram-se semanas em conversas fragmentadas até conseguirem marcar um encontro num lugar secreto longe dos microfones escondidos. Winston só descobre seu nome após beijá-la. Júlia confessa que ficou atraída por Winston pelo seu rosto que parecia ir contra o partido. Estava na cara que Winston era perigoso à ordem e ao progresso.

Winston se surpreende ao saber que Júlia se 'apaixonava' com facilidade. O desejo dela era corromper o estado por dentro, literalmente. Para continuar seu romance com Júlia, Winston têm a idéia de alugar aquele quarto do antiquário.

Winston ficou impressionado e passou a acreditar que Júlia seria uma ótima companheira de guerra. Por enquanto, era a pessoa que Winston podia compartilhar seus sentimentos e secreções. Apaixonado, ele recupera peso e saúde. Enquanto isso, o partido organizava a "A Semana do Ódio " (paródia dos mega-eventos políticos, principalmente as Reuniões de Nuremberg promovidas pelo partido Nazista e das paradas militares comunistas) e algumas pessoas desapareciam. Syme, filologista que dedicava-se a finalizar a décima-primeira edição do Dicionário de Novilíngua, tornou-se impessoa. Seu nome não estava mais nos quadros. Nunca esteve.

Certo dia, O'Brien, um membro do Partido Interno, percebe também que Winston era diferente dos outros. O'Brien o convida, para despistar as teletelas, a ir ao seu apartamento ver a nova edição do dicionário de novilíngua. O convite de O'Brien era incomum e fez Winston se animar com a possibilidade de uma insurreição. Ele passa a crer que a Fraternidade não era apenas peça de propaganda, a organização anti-Grande Irmão responsável por todos os danos causados na Oceania tal qual Bola-de-Neve em a "Revolucão dos Bichos".

Winston leva Júlia ao encontro. Para espanto do casal, O'Brien desliga a teletela de seu luxuoso apartamento. Alguns integrantes do partido Interno tinham permissão para se desconectar de suas 'bandas-largas' por alguns instantes. Winston confessa seu desejo de conspirar contra o Partido, pois acreditava na existência da Fraternidade e para tal suas esperanças estavam depositadas em O'Brien. Os planos eram regados a vinho digno, artigo inviável para os integrantes do Partido Externo, e o brinde destinado ao líder da Fraternidade, Emanuel Goldstein. Dias depois, Winston recebe a obra política de Goldstein em seu cubículo.

Winston "devora" o livro enquanto Júlia não demonstra o mesmo interesse. Winston ainda acredita nas proles mesmo ao ver uma mulher cantando uma música pré-fabricada em máquinas de fazer versos. Nada muito distante da música atual. "Nós somos os mortos" filosofa Winston ao contemplar a vida simples da prole. A ignorância dos menos abastados não era perigo para o Partido e, portanto, não sofria tanta repressão quanto os membros, superiores e inferiores do Partido, a classe-média. "Nós somos os mortos" repete uma voz metálica. Sim, era uma teletela escondida atrás de um quadro. Guardas irrompem o quarto e Winston vai para uma cela, provavelmente, no Ministério do Amor.

Até as celas tinham teletelas que vigiavam cada passo de um Winston doente e faminto. Os prisioneiros têm a fisionomia dos do campo de concentração. Ao encontrar O'Brien, Winston que pensara que ele também fora capturado, escuta a frase mais enigmática do livro: "Eles me pegaram há muito tempo".

Winston vai para uma sala e O'Brien torna-se o seu torturador. O'Brien explica o conceito do duplipensar, o funcionamento do Partido e questiona Winston das frases de seu diário sobre liberdade. O'Brien não esquece o que o Winston escreveu. A liberdade é o tema para que O'Brien explique durante a tortura o controle da realidade. Se fosse necessário deveriam haver quantos dedos em sua mão estendida o partido quisesse. A verdade pertence ao Partido já que este controla a memória das pessoas. Winston, torturado e drogado começa a aceitar o mundo de O'Brien e passa ao estágio seguinte de adaptação que consiste em: aprender, entender e aceitar Winston sabia que já estava se adaptando e confessando que a Eurásia era inimiga e que nunca tinha visto a foto dos revolucionários. Mas ainda faltava a reintegração e este ritual de passagem só podria ser concluído no Quarto 101. Segundo O'Brien, o pior lugar do mundo.

O Quarto 101 é um inferno personalizado. Como Winston tem pavor de roedores, os torturadores colocaram uma máscara em seu rosto com uma abertura para uma gaiola cheia de ratos famintos separada apenas por uma portinhola. A única forma de escapar era renegar o perigo maior ao Partido, o amor a outra pessoa acima do Grande Irmão. "Pare. Faça isso com a Júlia." Grita Winston.

Winston, libertado, termina seus dias tomando Gim Vitória e jogando sozinho xadrez no Castanheira Café. Ao fundo, seu rosto aparece na teletela confessando vários crimes. Ele foi solto e teve sua posição rebaixada para um trabalho ordinário num sub-comitê. Trajetória de milhares de pessoas de regimes totalitários, como o tcheco Thomaz de "A Insustentável Leveza do Ser" de Milan Kundera, o caso do médico que vira pintor de paredes ao renegar as ordens do partido não é muito diferente daqueles que não se adaptam em suas profissões no mundo livre S/A.

Júlia escapa também do Quarto 101. O Partido os separou e os dois só voltaram a se encotrar ocasionalmente. Já não eram mais as mesmas pessoas. Tinham "crescido" e se traído. Wisnton, no Café Castanheira, sorri. Está completamente adaptado ao mundo. Finalmente ele ama o Grande Irmão.

Livro citado pelo autor do artigo:

• Livro 1984 - Edição Comemorativa - GEORGE ORWELL


Principais personagens: Winston Smith; Júlia; O'Brien; e Grande Irmão (Big Brother).
Outras personagens: Sr. Carrington; Parsons; Syme; Tillotson; Martin; Jones; Rutherford; e Mãe de Winston.
Características da obra: Novilíngua; As Teletelas; Divisão das classes; e O livro de Goldstein.
Adaptações : cinema e tv.

Saiba mais sobre o livro 1984 de George Orwell
Saiba mais sobre a Biografia de George Orwell
Saiba mais sobre George Orwell

Obras de George Orwell - Romances:
Dias na Birmânia - Burmese Days (1934)
A Filha do Reverendo - A Clergyman's Daughter (1935)
Mantenha o Sistema (O Vil Metal) - Keep the Aspidistra Flying (1936)
Um Pouco de Ar, Por Favor! (Na sombra de 1984) - Coming up for Air (1939)
A Revolução dos Bichos (O Triunfo dos Porcos) - Animal Farm (1945)
1984 (Mil Novecentos e Oitenta e Quatro) - Nineteen Eighty-Four (1949)

Obras de George Orwell - Não-Ficção:
Na Pior em Paris e Londres (Na Penúria em Paris e Londres) - Down and Out in Paris and London (1933)
A caminho de Wigan - The Road to Wigan Pier (1937)
Lutando na Espanha (Homenagem à Catalunha) - Homage to Catalonia (1938)

Posted on sábado, outubro 11, 2008 by Augusto Mota

No comments